Quem és ? : Julho 2015

sábado, 18 de julho de 2015

Em ...




Em qualquer tarefa que se apresente, nunca percas a postura

C.

Sabe bem ...





Sabe bem delirar.
Invento o meu canto com muito espaço
Onde escrevo vitorias 
E ignoro o fracasso
Onde o verde reina ao meu redor 
Onde a agua cristalina é o meu tecto
Ali sou grande, sou a maior
Onde sou mestra de artes 
E contigo conecto
Sento me na minha verde poltrona
E faço do vento um ser que se apaixona.


C.

Há ...






Há uma parte
Onde o sonho é um alento
Onde eu me derreto
Porque a realidade é um empate

Há um lugar
Onde o tempo é abismal
Onde não uso um rosto formal
E limpo lagrimas por enxugar

Há um espaço
Onde o vento tem aroma
E a saudade é um sintoma
Entre uma distância e um abraço

Há uma colheita
Que os meus dedos filtram
E em silêncio soletram
Para dizer a frase perfeita.


C.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Hoje virei ...






Hoje virei o meu mundo do avesso
Não quis a chavena preferida
Escolhi uma normal
Nao aqueci ao lume
Enfiei-a no micro ondas
Nem doseei o cafe
E coloquei açucar
Nao escolhi a bandeja
Coloquei tudo num prato pequeno
Nao me sentei a mesa
Estiquei me na cama
Nao vesti robe
Fiquei como acordei
E de prato na mão
Rebolei e senti a musica
Ao invés do silencio
Saltei e pulei da cama
A caixinha passava musica animada
Cantei, comi, dancei,
Pulei, esperniei e sorri.
Deixei me ir no avesso ...


C.

Liberta-te ...



Liberta-te ...

C.

Mói ...



Mói
Pressiona
Deixa escorrer
Cremoso
Quente


C.

Conta ...



Há contagens que terminam em 2 ...


C.

Tanga-me ...







Tanga-me
Com o olhar virtuoso
Com a fome dos teus lábios carnudos
Com a tua voz grosseira
Com o teu membro rigido
Com essas mãos esganadas
Com uma ância de glutão
Tanga-me...

C.

Today ...





Today is my turn to give you flowers...


C.

Com letras ...






Com letras descreves me e desgastas me.
Repreendes me e seguras me.
Apertas me e afastas me.
Gritas e sussurras me.
Achocalhas me e aquietas me.
Mandas me ir e fazes me retornar.
Magoas me e curas me.
Baralhas me e acertas me.
Perdes me e achas me.
Destrois me e recrias me.
Tudo em letras cravadas na carne
Escreves me:
A raiz dela é um adorne.


C.