Quem és ? : Junho 2015

terça-feira, 9 de junho de 2015

Se não ...





Se não consegues sozinho
Se não há em ti forças
Se não consegues vir por ti mesmo ao cimo
Pede ajuda
Grita,
Esperneia,
Até alguém te ouvir.
Não deixes que o socorro chegue tarde demais.
Não te deixes ir, sem ao menos me chamar.
Não desistas, não te vás...
Dá me a graça de te ouvir no amargo
Tanto quanto te ouvi na doçura da vida
Não te vás, sem tentar
Não ouses abandonar a minha mão esticada
Sou a boia que navega par a par no teu mar.



C.

Qual...






Qual é a tua poesia?
Qual é o teu verbo favorito?
Qual é o sussurro que te faz deleitar?
Qual é o sinonimo que te faz arrepiar?
Qual é o trocadilho que te cativa?
Qual é o segredo que te inquieta?
Qual é a verdade que te perturba?
Qual é palavra falada que te faz ausentar?
Qual é a palavra escrita que te faz permanecer?
Qual é o rumor que te tira do serio?
Qual é a pergunta que te faz questionar?
Qual é a tua resposta?
Qual é a tua?
Qual é?
Qual?


C.

Que ...





Que a chave do teu dia
Venha quente o suficiente para abrir portas seladas pelo frio dos dias passados.


C.

Há ...



Há compromissos que exigem grandes primeiros passos.
C.

Encontra o ...







Encontra o
Encontra o teu sorriso algures dentro de ti
Encontra, procura bem.
Chama o se for necessário
Entra dentro de ti como um Bom medico
Com misericórdia
Olha te por fora e por dentro como nunca olhaste antes
Dá graças pelo que tens, pelo que és
E se vires em ti algum vírus
Causador da quebra do teu sorriso
Arranca com raiz e tudo
Faz os possíveis e impossíveis.
Se for necessário usa a auto medicação
Mas sara te até sorrires
Sabe bem um sorriso roubado
Por alguém conhecido ou desconhecido
Um sorriso envergonhado
Uma boa e sonora gargalhada
Sozinho ou acompanhado
Sorrirmos de nós próprios
De outrem também
Mas no silencio da tua alma e corpo
Não reprimas o teu sorriso
Abre o, da lhe vida...
Ninguém ri por ti
Ninguém vai rir por ti



C.

Hoje ...




Hoje salivei,estremeci, aqueci e corei.
Ousa te também e  enlouquece ...


C.

E quando ...







E quando o circulo se apertar
E quando o caminho se dividir
E não sabes para onde seguir
Deixa a tua mente te guiar
Deixa o teu coração te distrair
Nada é eternamente ganho
Não nasceste para adivinho
Apenas tenta não cair
Calca bem os passos entre o sonho e o real
Um pé aqui e outro lá basta para seres leal
Uma fidelidade conquistada
Por tão pouco, por quase nada.
Liga o motor
Roda a chave
Esquece o pavor
E guia me suave...


C.