Quem és ? : Ama-me á chuva

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Ama-me á chuva




Oiço a chuva 
e procuro-te
creio que me abençoava
nos meus pensamentos
nos meus grandes cuidados
nas minhas alegrias
Procuro-te  no som da chuva
Procuro te  no seu toque no seu frio





Procuro te para que me toques
como a água.
Que me contornes  o meu corpo
e me arrepies...
Que passeies nas minhas pernas
e que acabes aos meus pés.
Descubras a minha boca
visites o meu pescoço
namores meus seios.


A água que me lava
A água que me aquece
A água que me arrepia
A água que me procura
A água que me acha
A água que me refresca
Sê água....
Contorna -me
Ama-me
Beija -me
Fica comigo...Ama -me á chuva
para que sempre que a oiça
sempre que ela visite a minha terra
eu lembre me de ti,
de nós.
Toma-me na chuva
com cheiro de terra molhada.
Para quando sair á rua
e esse cheiro me visitar
eu feche os olhos
e me lembre do teu beijo.
Do teu toque.
Da tua boca ...molhada.
Do teu sabor a agua de chuva.
Agarra me na chuva
para quando chover
eu caminhar nela.
E ao sentir a água no meu corpo,
no meu rosto,
nas minhas mãos,
lembre me do teu corpo molhado
das tuas pernas  molhadas
do teu cabelo  molhado. 
E me lembre ... e não esqueça
não me faças esquecer de ti....
Quero me lembrar de ti hoje,
porque chove.
E amanhã quando a chuva for embora,
eu vou na casa de banho,
ligo o chuveiro no máximo
entro na banheira vestida
e quando já estiver toda encharcada
retiro minha roupa
peça a peça.
Imaginando que estás do meu lado
deixo cair no chão minha  roupa 
  ficarei nua.
E ao ouvir a agua do chuveiro
 ouvir a sua força
 imaginarei a chuva.
E quando ela bater no meu corpo
imaginarei que me vais amar ali....
Ama-me á chuva
não te esquecerás de mim...
Prometo...


Sem comentários:

Enviar um comentário